ALPB adia para o dia 24 debate sobre suspeita de desvio de dinheiro nas obras da Lagoa

Aníbal garante que tem documento provando superfaturamento na obra de mais de R$ 10 mi (
O deputado Aníbal Marcolino lamentou que um erro na confecção dos convites provocou o adiamento da audiência pública que seria realizada hoje à tarde para debate sobre denúncias de desvio de dinheiro nas obras de revitalização do Parque Solon de Lucena (Lagoa), centro de João Pessoa , na gestão do prefeito Luciano Cartaxo (PSD). A audiência foi remarcada para o dia 24 deste mês às 15h no plenário da casa.

"Infelizmente não deu tempo de entregar os convites. Muitas autoridades me ligaram e informaram que não poderiam comparecer porque tinham assumido compromissos anteriormente", lamentou o autor do pedido da audiência pública. A matéria foi aprovada na semana passada e tem a intenção de descobrir a verdade sobre suspeita de irregularidades nas obras da Lagoa. Marcolino lembra que o Ministério Público Federal, a Polícia Federal e a Controladoria Geral da União na Paraíba já apuram que houve desvio desvio de R$ 6,4 milhões. O deputado garante, no entanto, que tem documento provando desvio superior a R$ 10 milhões. Aníbal acredita que houve superfaturamento na construção do muro de arrimo, túnel, dique e retirada do lixo na Lagoa do Parque Solon de Lucena.

Após a audiência o deputado disse que será confeccionado um documento e encaminhado à Câmara de Vereadores da Capital.