Ausência de Dr. Carlos na plenária do Orçamento Democrático pode ser o início do racha com o governador

A ausência do ex-prefeito Carlos Antônio Araújo de Oliveira em evento do governo do estado em Cajazeiras , tem chamado atenção e, para alguns analistas políticos, pode significar o início do que para muitos é dado como certo, o rompimento de Dr. Carlos com o governador.

Carlos Antônio não esteve presente à plenária do Orçamento Democrático realizada na última sexta feira (7) no ginásio do colégio Dom Moisés Coelho; apenas a sua esposa a ex-prefeita Denise Albuquerque se fez presente na oportunidade.

Segundo informações, a mágoa de Carlos vem desde o tempo da campanha, quando Ricardo exigiu Zé Antônio (DEM) como vice de Denise, barrando o nome do ex-vice-prefeito Júnior Araújo (PTB), de forma impositiva.

Fala-se também, que o pouco espaço para abrigar os aliados do ex-prefeito no governo socialista também seria outro motivo que vem fazendo Carlos Antônio se afastar do governador.

Há quem diga que de Março para Abril, caso Ricardo realmente se afaste do governo para disputar uma cadeira no Senado, o rompimento entre os dois será decretado de vez, com Dr. Carlos passando a defender o nome de Raimundo Lira para a “Câmara Alta”.