Chove forte no centro de Patos e várias outras cidades

Chuva no centro de Patos .jpg
Choveu de forma passageira também aqui em Patos na tarde desta terça-feira (24/05). A pancada de chuva atingiu principalmente o centro da cidade, mas durou apenas alguns minutos.   

Segundo informações enviadas a redação do pelo agrônomo, João Batista, no pluviômetro do NAPP, instalado na Zona Sul da cidade, localizado no Bairro Alto da Tubiba choveu 12,0mm.

O agrônomo também nos enviou os volumes dos açudes da região.

Veja:
 
Volumes D"água dos açudes
AESA: 24.05.16              

Coremas=50.104.593m3=8,5% da Cap.; (24.05.16);

Mãe d"água=77.092.525m3=13,6%da Cap. (24.05.16);

Farinha=10.222.241m3=39,7% da Cap. (26.04.16);

Jatobá =2.665.663m3=15,2% da Cap. (10.04.16);

Capoeira=11.505.709m3= 21,5% da Cap. (15.04.16.)

 

O município de Sapé, localizado na Zona da Mata paraibana, recebeu fortes chuvas na manhã desta terça-feira (24). De acordo com setor de Monitoramento e Hidrometria da Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa), entre 5 e 11 horas foram registrados 73,6 milímetros, quase metade do esperado para todo o mês de maio, quando a média histórica é 156,6 milímetros.

No mesmo horário, também foram anotadas fortes precipitações em Mari (78,6 mm), Mulungu (66,8mm) e Alagoinha (52,6 mm). “Estamos na época das chuvas nestas cidades e é comum que elas recebam altos índices pluviométricos em poucas horas”, explicou a meteorologista da Aesa, Marle Bandeira. Ela acrescentou que, nesta quarta-feira, o tempo deve permanecer instável. “A previsão é chuvas de intensidade moderada a forte sobre o Litoral Paraibano. As chuvas de intensidade moderadas poderão se estender, de forma mais localizada sobre as regiões do Agreste e Brejo”, destacou.

O ranking das chuvas deste mês é liderado pelo município de Jacaraú (236 mm), seguido por Alhandra (232,8 mm), Bayeux (215,5 mm), Cabedelo (206,4 mm) e João Pessoa (203,9 mm). Já no acumulado do ano, a capital paraibana é a cidade onde mais choveu: 923 milímetros.

Açudes – Dos 125 reservatórios monitorados pela Aesa, quatro estão sangrando, 40 estão com capacidade armazenada superior a 20% do volume total, 32 têm menos de 20% e 49 estão em situação crítica, com menos de 5%. A lista com relação completa e o nível dos açudes está disponível no site www.aesa.pb.gov.br. Na página também estão disponíveis orientações para retirada de outorgas, atas de trabalho dos comitês de bacias, além da previsão diária do tempo para toda a Paraíba.