Conde e mais oito cidades paraibanas sobem de categoria no Mapa do Turismo Brasileiro

O Secretário de Turismo do Conde, Aristóteles Souto Maior, comemora essa nova categorização divulgada pelo Ministério (
A cidade do Conde, no Litoral Sul da Paraíba, subiu de categoria no Mapa do Turismo Brasileiro, de acordo com informações divulgadas pelo Ministério do Turismo. Até o ano passado a cidade estava na categoria "C" e passa para "B".

Além do Conde, oito municípios paraibanos registraram crescimento no setor. Água Branca, Baía da Traição, Belém do Brejo do Cruz, Boa Vista, Borborema, Conde, Duas Estradas, Pilões e Sousa mudaram de categoria, seja por terem aumentado o número de empregos por meio do turismo , ampliado os estabelecimentos formais de hospedagem ou o fluxo de visitantes domésticos e internacionais.

O Secretário de Turismo do Conde, Aristóteles Souto Maior, comemora essa nova categorização divulgada pelo Ministério. "O Conde hoje se encaminha para deixar de ser rota e se fixar como destino turístico. Esta nova categorização do MTUR só afirma que estamos trabalhando de maneira correta e fortalecendo a atividade turística em nosso município", disse o secretário.

Segundo o ministério do Turismo, a categorização é um instrumento de extrema importância que acompanha o desempenho da economia do turismo . Nesse acompanhamento são avaliados o aumento no número de empregos, a ampliação dos estabelecimentos formais de hospedagem e o fluxo de visitantes brasileiros e estrangeiros.

De acordo com a portaria 39/2017 do MTur, os municípios classificados entre "A" e "D" podem solicitar apoio a eventos geradores de fluxo turístico na região. Com a nova categorização do Conde, o município conta com um valor de R$ 500 mil por ano do Governo Federal, para a realização de ações que venham a fortalecer o turismo na cidade. Todos os municípios das categorias "A a E", estarão aptos a solicitar recursos de infraestrutura como por exemplo; construção de estradas e rodovias que atendam a rota turística; orlas; sinalizações turísticas, entre outros.

Por outro lado, três cidades paraibanas tiveram redução em suas categorias: Cabedelo , Cajazeiras e Pombal . Importante ressaltar que a categorização é um processo dinâmico e perene que, assim como o Mapa do Turismo Brasileiro, deverá ser atualizado e aperfeiçoado periodicamente. Assim, se um município teve seu fluxo turístico e seus estabelecimentos formais de hospedagem ampliados, provavelmente, na próxima categorização, quando dados serão novamente avaliados, ele poderá mudar de posição.