Decisão judicial proíbe posse de vereador preso em Catolé do Rocha

O vereador eleito no município de Catolé de Rocha, Ubiraci Rocha de 40 anos, foi diplomado, mas não deve tomar posse. Pelo menos é isso que determinou a juíza Lílian Franssinetti Cananea, emitida nesta terça-feira, em que veta a participação do prisioneiro na eleição para a escolha da Mesa Diretora da Câmara.

Segundo a juíza, Bira como é conhecido popularmente, ainda pode solicitar aos advogados de defesa um requerimento junto a Justiça Eleitoral para tomar posse em um momento posterior.

Bira foi o sexto candidato mais votado nas eleições municipais de outubro passado.

Ainda com processos na Justiça comum pendentes de julgamento e preso por suspeita de pistolagem, possível parlamentar foi diplomado no último dia 15, por meio de procuração e aguardava posicionamento da Justiça estadual para saber se seria liberado para tomar posse no dia 1º de janeiro. A decisão saiu e vetou a participação do parlamentar.

Conhecido como Bira Rocha (PSB) foi preso provisoriamente desde 9 de maio deste ano em João Pessoa e precisou de autorização judicial e escolta para ir votar. Mas valeu a pena já que ele recebeu 948 dos 17.478 votos válidos no município.

Segundo as investigações, o nome do suspeito está ligado a assassinatos no Sertão paraibano, como mandante, articulador ou executor dos crime s.


Com PB Agora