Desembargador acata pedido e determina fim de greve da Saúde em Campina Grande

O desembargador Abraham Lincoln da Cunha Ramos, em decisão monocrática nesta sexta-feira, acatou pedido de tutela antecipada formulado pela Prefeitura Municipal de Campina Grande e decidiu pedir a suspensão da greve dos servidores da Saúde, deflagrada em outubro. Ele determinou que os servidores do Sindicato dos Trabalhadores Públicos Municipais do Agreste da Borborema (Sintab) devem voltar imediatamente ao trabalho, sob pena de multa diária no valor de R$ 5 mil.



Alega o magistrado que a saúde é um serviço público essencial e fundamental à população, sobretudo às famílias mais carentes que dependem exclusivamente da gratuidade do mesmo. Com a greve , diz o desembargador, 93.227 famílias cadastradas na Estratégia de Saúde da Família ficam em situação de risco.



"Há abusividade no movimento paredista dos servidores públicos da saúde", diz o desembargador, em trecho da justificativa.



O Sintab será notificado e terá prazo para, se desejar, interpor recurso à decisão.