Detidos quatro suspeitos de assassinar sargento da PM a tiros e roubar moto e arma dele

Após mobilização das polícias Civil e Militar de Alhandra, no Litoral Sul do estado, a 32 km de João Pessoa , quatro suspeitos de assassinar um sargento da PM e roubar a moto dele e uma arma foram detidos na Zona Rural do município vizinho de Pedras de Fogo, local onde ocorreu o crime , a 42 km da Capital, e em Itambé (PE), que faz divisa com a Paraíba, no fim da tarde desse sábado (6).



Segundo a delegada Rubenita Nóbrega Régis, que registrou o caso na delegacia de Alhandra, o grupo teria confessado o crime , mas a possível natureza dele (latrocínio ou execução) não foi apurada.

Com o bando foi apreendido um revólver de calibre 32, que pode ter sido usado na ocorrência, e uma motocicleta roubada, que não era do policial assassinado . O veículo da vítima e a arma roubada não haviam sido localizados até a manhã deste domingo (7). Conforme explicou a delegada, a polícia continuaria investigando o caso, através do Núcleo de Homicídios de Alhandra, a procura da moto e averiguando se poderiam existir mais suspeitos.

Os detidos foram conduzidos à carceragem da Polícia Civil de Alhandra, de onde seguiriam para o Hospital Regional da cidade, onde passariam por exames neste domingo. Em seguida, seriam direcionados para a Cadeia Pública de Pedras de Fogo.

O crime

O sargento foi morto quando estava a caminho da Cadeia Pública de Pedras de Fogo, onde trabalhava. Durante o trajeto, em uma estrada vicinal, ele, que estava à paisana (sem farda) foi surpreendido pelos suspeitos que cometeram o assassinato e roubaram a moto e uma arma dele.