Fórum Criminal utiliza aplicativo para facilitar a comunicação na unidade judiciária

Fórum Criminal da Capital

O diretor do Fórum Criminal da Comarca da Capital, juiz Adilson Fabrício Gomes Filho, anunciou nesta sexta-feira (29), por meio da Portaria GJD nº 03/2017, a criação do grupo do "Fórum Criminal – Institucional", no aplicativo Whatsapp. O objetivo é facilitar a comunicação entre a Diretoria, a Gerência e os servidores em exercício naquela unidade judiciária e começa a funcionar nesta segunda-feira (2).

O juiz Adilson Fabrício, ao criar o grupo, considerou que as tecnologias nos meios de comunicação, via internet, estão cada vez mais acessíveis e que essa é uma oportunidade de adequar os informativos do Fórum, utilizando as vantagens advindas desses novos meios eletrônicos. "Queremos melhorar a interação entre os setores e solucionar, rapidamente, as demandas diárias do Fórum, desburocratizando o serviço", ressaltou o juiz Adilson Fabrício.

Ainda de acordo com o magistrado, os servidores podem fazer comunicados, requerimentos e solicitação de serviços referentes ao dia a dia da unidade, por meio do aplicativo. Considerando a existência de elevado número de servidores em exercício naquela unidade judiciária, o diretor instituiu, na portaria, algumas regras para uso da ferramenta. "Não queremos perder o foco na utilização do Whatsapp, e vamos tratar, apenas, de assuntos inerentes ao trabalho e manutenção do prédio", pontuou o diretor.

Além do diretor e da respectiva Gerência, farão parte do grupo todos os servidores dos cartórios e setores administrativos que exercem suas atividades na sede do Fórum, inclusive os requisitados, com exceção dos estagiários e prestadores de serviços.

De acordo com a portaria, o grupo terá como administrador-chefe a gerente do Fórum, servidora Liana Urquiza, devendo esta adicionar um servidor de cada Vara e setor administrativo, tornando-os administradores, para que os mesmos incluam os demais servidores do respectivo setor.

Por Gabriella Guedes