Greve dos professores de João Pessoa é considerada ilegal pelo TJPB e categoria tem 48h para retornar ao trabalho

A greve dos professores e Servidores da rede municipal de ensino de João Pessoa , deflagrada na segunda-feira (4), foi considerada ilegal pelo Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB).

A categoria tem o prazo de 48 horas depois da notificação da decisão para retornar aos postos de trabalho. Apesar da liminar, o sindicato afirma que o movimento paredista continua e promete recorrer. 

Estima-se que mais de 60 mil estudantes estejam sem aula em João Pessoa . Os servidores cobram um aumento de 11,36%, mas a Prefeitura acenou com uma proposta de reajuste de 0% para mais de 8 mil trabalhadores e 5,4% para cerca de 500, como recomposição do piso nacional.