Jeová Campos homenageia sua primeira professora e reitera importância da Educação na mudança de vida das pessoas

"Todos sabem do apreço que eu tenho pela escola, eu sempre digo que a educação me salvou, que o conhecimento me fez cidadão, me fez crescer e ontem (21) eu me despedi de uma pessoa que foi fundamental na minha vida. Voltei ao Sítio Poço Vermelho, em São José de Piranhas, local de meu nascimento para sepultar a minha primeira professora, que me viu nascer, que me ensinou as primeiras letras e que foi determinante na minha vida", disse o deputado estadual Jeová Campos, na manhã desta terça-feira (22), quando homenageou a educadora Maria Mendes Batista, sua madrinha Maria.
Visivelmente emocionado, o deputado disse que pela primeira vez foi participar de uma despedida, mas não saiu de lá chorando, "Eu cheguei chorando e sai cantando porque a vida de madrinha Maria é para ser comemorada, pois ela nada mais foi que uma poesia que fez soprar nos nossos ouvidos muita esperança de uma vida melhor. Ela foi uma das maiores educadoras que conheci. Com ela, tive o privilégio de aprender e começar a construir a minha identidade", declarou o parlamentar.
O deputado lembrou ainda de uma passagem importante em sua vida protagonizada pela sua primeira professora. "Tia Maria tem uma passagem marcante em minha vida, quando em 1973 eu fui chamado para fazer uma recuperação de uma prova de matemática e a ela, percebendo que eu não sabia fazer a prova, fez o teste comigo e me aprovou, ou seja, ela me ensinou como aprender e isso me marcou profundamente, porque a partir dali, eu percebi que ser educador não é reprovar é mostrar caminhos, manter a esperança. Serei eternamente grato por tudo o que ela fez na minha vida", disse Jeová.
"A escola é um espaço da libertação, o único espaço de crescimento dos humildes, de libertação dos mais carentes para uma vida mais digna. É na escola que a gente aprende a viver e tem a oportunidade de crescer. Tudo o que conquistei até hoje é fruto e reflexo da educação, por isso também faço essa homenagem a Tia Maria que me permitiu ter um começo sem traumas, vislumbrando a educação como ela deve ser, ou seja, um instrumento de crescimento e ampliação de horizontes", finalizou Jeová.