Juízes e advogados do Trabalho protestam em João Pessoa e Campina Grande contra reformas

Em João Pessoa eles se concentraram na Rua Odon Bezerra, em frente à entrada do Fórum Trabalhista (
Juízes e advogados trabalhistas e servidores da Justiça do Trabalho realizam manifestações em João Pessoa e Campina Grande na manhã desta sexta-feira (28). Eles protestam contra as reformas trabalhista e previdenciária propostas pelo governo Michel Temer, como forma de adesão à Greve Geral, conclamada por várias categorias de trabalhadores. Eles também lutam pelo fortalecimento da Justiça do Trabalho.

Em João Pessoa eles se concentraram na Rua Odon Bezerra, em frente à entrada do Fórum Trabalhista. O movimento tem adesão da Associação dos Magistrados Trabalhistas (Amatra13), Frentas PB, Ordem dos Advogados do Brasil ? seccional Paraíba (OAB-PB), Sindfuf-PB e Astra13.

O juiz André Machado, da Amatra 13, defendeu a união para barrar a reforma trabalhista e a reforma da previdência, que penalizam o trabalhador brasileiro. Segundo ele, os magistrados estão unidos em torno da Justiça do Trabalho, do Direito do Trabalho, todos defendendo a manutenção dos direitos sociais contra a precarização. "Hoje é dia de mandar um recado pra Brasília, se a gente não mandar um recado pra Brasília, esse projeto vai passar como passou na Câmara. É difícil mudar alguma coisa, mas a gente tem o poder das ruas, a gente tem a força das ruas", disse o juiz.



"Precisamos demonstrar nosso inconformismo com o que está acontecendo, o dia de mostrar o rosto, para sermos ouvidos", disse a presidente da Associação dos Magistrados da Paraíba, a juíza Maria Aparecida Sarmento Gadelha.

Em Campina Grande os servidores da Justiça do Trabalho e do Ministério Público paralisaram seus serviços, se concentraram em frente às instituições em que trabalham e seguiram em caminhada para a Praça da Bandeira também como forma de protesto.