LOA 2017: mais de R$ 10 mi serão usados para emprego e renda em João Pessoa

O gerente financeiro da Secretaria Municipal de Trabalho, Produção e Renda participou, na manhã

desta terça-feira (22), da quinta audiência pública em torno da Lei Orçamentária Anual (LOA)

referente ao exercício financeiro de 2017. Esmeraldo Gomes revelou que o órgão estima em R$

10.734.000,00 o orçamento para o próximo ano.

Segundo o representante da Secretaria, serão utilizadas três fontes de recursos, entre elas, um

convênio do Sistema Nacional de Emprego (Sine-JP) com o Ministério do Trabalho e Emprego

(MTE), de mais de R$ 2 milhões. O Banco Cidadão, por sua vez, contará com valores superiores a

R$ 6 milhões.

Sobre os investimentos destes recursos, Esmeraldo Gomes destacou os seguintes durante sua

explanação na CMJP: R$ 2 milhões para remuneração de pessoal ativo do órgão; R$ 1 milhão para

operacionalização das funções do sistema público de emprego, trabalho e renda; e R$ 500 mil para

implantação de arranjos produtivos locais.

No documento que detalha o planejamento da Secretaria para 2017, ainda constam: R$ 100 mil para

habilitação de trabalhadores no seguro-desemprego; R$ 708 mil para formar banco de dados para

oferta de emprego em diversas atividades; R$ 200 mil para sensibilização do empresariado local

para utilização dos serviços do Sine-JP; e R$ 300 mil para qualificar social e profissionalmente

trabalhadores do Município, de acordo com o perfil solicitado pelo mercado de trabalho.

Essa penúltima audiência pública em torno da LOA 2017 foi presidida pelo vereador Benilton

Lucena (PSD) e secretariada pelo vereador Marco Antônio (PHS). Além dos demais secretários que

apresentaram as metas de outros setores da Administração Municipal, também foram registradas as

presenças dos vereadores Chico do Sindicato (PT do B), Pedro Alberto Coutinho (PHS) e Renato

Martins (PSB).