Minha prioridade será melhorar a saúde e devolver a dignidade a população de Lagoa Seca revela Fábio Ramalho em entrevista de rádio





O prefeito eleito da cidade de Lagoa Seca, Fabio Ramalho da Silva (PSDB) foi um dos convidados desta quarta-feira (30) do programa Balanço Geral da rádio Correio FM de Campina Grande e na ocasião, revelou quais serão suas prioridades administrativas a partir de janeiro do ano que vem.

Quando questionado pelo jornalista Milton Figueiredo, o futuro gestor foi enfático: "nossa prioridade inicial será, sem dúvida alguma, a saúde . Precisamos resolver a questão do hospital. Atualmente, a sorte dos moradores de Lagoa Seca é a assistência dada pelo prefeito Romero Rodrigues em Campina Grande , que não tem deixado nossa população abandonada. Para se ter uma ideia, 20% de todos os atendimentos da UPA de Campina são pacientes moradores de nossa cidade. Vamos garantir atendimento de qualidade, distruibuição de medicamentos e queremos, o mais brevemente possível, fazer com que o Centro Cirúrgico do Hospital Municipal volte a funcionar" disse.

Fábio destacou ainda questões estruturantes como a situação do trânsito e o fortalecimento da Cultura, através do artesanato local. "Lagoa Seca é a porta de entrada para o Brejo e precisa resolver a questão do trânsito porque todas as pessoas que seguem para o Brejo passam no Centro de nossa cidade. Vamos realizar estudos técnicos para tentar resolver essa problemática o mais breve possível. Não podemos admitir, que nossa cidade - a 20ª cidade mais importante do estado - não seja reconhecida como tal. Atualmente, produzimos mais de 70% de todas as hortaliças comercializadas da Empasa e temos um dos artesanatos mais representativos do país. Precisamos criar políticas públicas de incentivo e reconhecimento de nossas riquezas", completou.

Fábio concluiu a entrevista convidando a todos para cerimônia de diplomação dos eleitos que acontece na próxima quarta-feira, dia 07 de dezembro, a partir das 09h da manhã, no auditório do Tribunal do Júri do Fórum Afonso Campos em Campina Grande . A atividade será coordenada pela Justiça Eleitoral .





(ASCOM)