Movimentos sociais organizam protesto contra o Governo na chegada da transposição em Boqueirão

Os movimento sociais, sindicatos e associações da Paraíba preparam para esta quarta-feira (12) um protesto durante a chagada das águas da transposição no açude Boqueirão, em Campina Grande . De acordo com o deputado Anísio Maia (PT), a intenção é realizar o ato de forma parecida como foi organizado na vinda do ex-presidente Lula no mês passado, mas com o foco em criticar as autoridades presentes ao evento.


"O povo vai comparecer em Boqueirão para, mais uma vez, não deixar que a inauguração da transposição seja falsificada. Em síntese, não deixar os golpistas inaugurarem uma obra que é do povo", garantiu o parlamentar. Anísio afirmou que os manifestantes vão chegar cedo ao local do evento munidos com faixas e cartazes contra os políticos. Entre os alvos do protesto, o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, e o senador Cássio Cunha Lima.

O deputado garantiu que o protesto é pacífico, mas que os manifestantes não irão se intimidar. "Vamos comparecer, vaiar, protestar com faixas e mais uma vez agradecer a Lula e Dilma pela obra. O que vier a gente enfrenta, mas não queremos nenhuma violência", disse.