Mutirão do ProEndividados negocia mais de R$2 milhões em contas de energia

O Mutirão foi realizado no Ponto de Cem Réis

Mais de R$2 milhões foram negociados em contas de energia de consumidores de João Pessoa , no último mutirão do programa ProEndividados, que aconteceu entre os dias 25 e 29 de setembro, no Ponto de Cem Réis. A ação é uma iniciativa do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos do Tribunal de Justiça da Paraíba (Nupemec) e, nesta edição, contou com a parceria da Energisa. Durante a semana, foram realizadas 1.399 audiências.

O objetivo foi de facilitar e resolver pendências de diversos consumidores. Segundo a Energisa, as pessoas que foram convidadas a participar possuíam duas ou mais faturas pendentes e tinham os seus dados pessoais incluídos em serviços de proteção ao crédito. Durante o esforço concentrado, os selecionados puderam negociar o débito, em condições especiais.

A servidora Danielle Gadelha, que atuou no mutirão, avalia que "a conciliação só foi possível porque as pessoas realmente compareceram às audiências, com vontade de solucionar o problema".

Segundo o juiz Antônio Carneiro de Paiva Júnior, diretor adjunto do Nupemec, os mutirões do ProEndividados com a Energisa já fazem parte do calendário do Núcleo de Conciliação. "Nesse último, tivemos a oportunidade de convidar mais de 30 mil consumidores que estavam prestes a ter o fornecimento de energia elétrica interrompido. Isso cria um drama social muito intenso, e seriam 30 mil processos, em potencial, que viriam para o sistema de Justiça. Por isso, buscamos conciliar. A Energisa conseguiu, com isso, acordos parcelados e à vista, em mais de R$2 milhões. Um resultado bastante expressivo para a Energisa e para o Judiciário, através do Núcleo de Conciliação", relatou o magistrado.

 

Por Marília Araújo (estagiária)