Ordem judicial é descumprida e Câmara Municipal elege dois presidentes

Foi instalado na cidade de Sapé , Zona da Mata Paraibana, um problema de graves proporções.

O ex-presidente e atual vereador Luiz Limeira Neto (PP) descumpriu uma decisão judicial que foi expedida na tarde de ontem, domingo (01), que garantia que a vereadora mais votada do município, Graça (PTB) fosse a presidente dos trabalhos da Câmara.

O oficial de Justiça chegou à Câmara e notificou o Vereador Luiz Limeira, que decidiu descumprir a decisão judicial.

Esse descumprimento já causa sérios problemas, pois oito dos quinze Vereadores (Johni Rocha, Vera do Peixe, Arquimedes, Wilson Cavalcante, Robson Guedes, Nego Simplicio, Graça e Adriano de Inhaua) se reuniram em plenário e realizaram a sessão plenária cumprindo a decisão judicial sob a Presidência da Vereadora Graça.

Na ocasião eles realizaram a eleição da mesa e por oito votos escolheram Jhoni Rocha, como o novo Presidente do poder legislativo municipal.

Ainda em ato de arbitrariedade o Vereador Luizinho tentou dar posse ao Prefeito eleito Roberto Feliciano, mas o ato é nulo de pleno direito, como assegurou o advogado dos oito Vereador, Dr Marcos Souto Maior Filho. No entanto, como o vício de competência é convalidável, o prefeito Roberto Feliciano não enfrentará problemas para dar continuidade ao mandato para o qual foi reeleito.