Padre Aldemiro Sena é nomeado Bispo da Diocese de Guarabira, mas não assume de imediato

A Nunciatura Apostólica no Brasil comunicou nesta quarta-feira, 04, a decisão do papa Francisco em nomear para a vacante diocese de Guarabira , na Paraíba, padre Aldemiro Sena dos Santos, atualmente pároco da Catedral de Ilhéus, na Bahia. A decisão foi comunicada no jornal "L"Osservatore Romano".

É importante destacar que, mesmo já tendo sido nomeado pelo Papa Francisco, o Padre Aldemiro não assumirá de imediato a Diocese de Guarabira por ainda ser Padre.

De acordo com o processo legal da Igreja Católica ele terá que passar por um retiro, onde deve permanecer num período de aproximadamente dois meses. Somente depois, o religioso será ordenado Bispo e terá cerca de mais dois meses para, de fato, assumir a Diocese. Até lá, o Monsenhor José Nicodemos permanece como administrador diocesano.



Conheça o futuro Bispo de Guarabira

Aldemiro Sena dos Santos tem 53 anos é formado em Filosofia e Teologia pelo Instituto de Teologia de Ilhéus. É natural de Ibirataia (BA). Ele foi ordenado sacerdote no ano de 1992, na Catedral de São Sebastião, em Ilhéus (BA). Como presbítero exerceu, entre os anos de 1993 a 1996, o posto de reitor do Seminário Menor São Domingos Sávi, em Ilhéus. Paralelo a esta experiência, também foi pároco da Paróquia Nossa Senhora da Escada, em Olivença, Ilhéus. De 1996 a 1998, exerceu o sacerdócio na Paróquia Nossa Senhora da Conceição, em Barro Preto, Ilhéus.

Entre os anos de 1998 a 2007, Aldemiro foi pároco da Paróquia Nossa Senhora Aparecida, em Ilhéus, concomitamente também era coordenador do Centro de Treinamento de Líderes Santa Cruz, na mesma cidade. Em 2006, foi eleito representante do clero diocesano, cargo que ocupou até o ano de 2014. Em 2007, foi nomeado pároco da Paróquia São Francisco de Assis, em Ilhéus.

De 2013 a 2014, padre Aldemiro exerceu o posto de presidente dos presbíteros do regional Nordeste III da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Desde 2015, que exerce a provisão de pároco da Paróquia São Jorge e Catedral de São Sebastião, em Ilhéus. Também é ecônomo da diocese e presidente da Sociedade São Vicente de Paulo, que inclui o abrigo para idosos.