Polícia apreende veículos e materiais utilizados na explosão do BB em Alagoa Nova

As Polícias Civil e Militar da 12ª Área Integrada de Segurança Pública (Aisp), com sede em Esperança , apreenderam nesta quinta-feira (14) vários materiais que foram utilizados na explosão do Banco do Brasil do município de Alagoa Nova, ocorrida na madrugada dessa quarta-feira (13).

A operação foi realizada na zona rural do município de Remígio e durante a ação foram apreendidos veículos, grampos e drogas .

A ação criminosa foi registrada por volta das 3h da manhã e, de acordo com informações repassadas para a polícia por moradores da localidade, os ladrões chegaram de carros e em uma ação muito rápida danificaram o cofre central da agência bancária usando explosivos.

As testemunhas também informaram que os criminosos fugiram levando os malotes na direção de Remígio. Para impedir a perseguição policial eles jogaram grampos na pista.

As imagens mostraram a polícia que o grupo responsável por esta explosão agiu da mesma forma que os outros criminosos que realizaram um ataque a um banco na cidade de Areia.

A partir daí os policiais civis e militares iniciaram as buscas para encontrar os suspeitos que usaram a mesma caminhoneta Hilux preta nas duas ações.

O veículo com restrição de roubo foi localizado parado em uma propriedade conhecida como Lagoa de Jugo, em Remígio.

Quando a polícia chegou ao local, as pessoas que estavam lá fugiram em direção à mata deixando para trás grampos, pés de cabra, binóculos e duas motos.

“Acreditamos que a localidade era um ponto de apoio dos criminosos que eles usavam antes e depois da prática dos crime s, já que no local foram encontrados vários objetos usados para praticar o ataque às agências bancárias. Agora as nossas investigações vão se concentrar na identificação e prisão dos integrantes desse grupo criminoso”, disse o delegado seccional de Esperança , Henry Fábio.

Os policiais militares do 10º Batalhão continuam as buscas na área.

“A descoberta do esconderijo dos criminosos horas depois do crime praticado por eles mostra a importância do trabalho de integração das polícias. O nosso setor de inteligência está fazendo um levantamento de todos possíveis caminhos por onde os criminosos possam passar e continuamos em diligência para prender os suspeitos”, concluiu major Pablo do 10º BPM.

Secom/PB