Polícia fecha fábrica clandestina de arma e apreende drogas em operação

De acordo com a Polícia Civil, a ação batizada de ‘Themis’ visava combater o tráfico de drogas e de armas de fogo Divulgação/Polícia Civil  Dinheiro trocado configura o tráfico Uma fábrica clandestina de armas de fogo foi fechada na manhã desta quarta-feira (8) durante uma operação das Polícias Civil e Militar, na cidade de Araruna, no Curimataú do estado, a 165 km de João Pessoa . A ação batizada de ‘Têmis’ - alusão a deusa grega da justiça, guardião dos juramentos dos homens e da lei - visava combater o tráfico de drogas e de armas de fogo.



De acordo com o delegado Luiz Gonzaga, há mais de um mês a Polícia Civil estava investigando um possível comércio de arma de fogo na cidade. Mandados de busca e apreensão foram solicitados à Justiça e expedidos.

“Fomos em buscas de cumprir os mandados e constatamos que em um dos alvos da operação existiam indícios de fabricação clandestina de arma de fogo. Foram apreendidos equipamentos como cilindros e outros objetos usados no conserto das armas e fabricação. Algumas armas desmontadas foram apreendidas. O dono do local disse que era torneiro mecânico, mas vamos investigar já que há indícios de desvio de função”, falou o delegado.

Em outro alvo da operação, os policiais apreenderam cerca de 80 pedras de crack e dinheiro trocado, o que configura o tráfico . Duas pessoas foram presas e um deles era albergado. Os presos deverão ser levados para a cadeia pública local.

Hyldo Pereira – Portal Correio

Para