Polícia prende acusados de crimes em Esperança e na cidade de Alagoa Nova

fotos: Secom/PB
A Polícia Civil, por meio de um trabalho realizado pelo Núcleo de Homicídios do Grupo Tático Especial da 12ª Delegacia Seccional, com sede na cidade de Esperança , cumpriu na tarde dessa sexta-feira (6) dois mandados de prisão contra Manoel Pereira da Silva Neto e Erianaldo Quinto da Silva.
Eles são suspeitos de crime s de homicídio , mais especificamente de envolvimento no assassinato de Leonardo Pereira da Silva, na cidade de Remígio.
De acordo com o titular da seccional, delegado Henry Fábio, as investigações policiais apontavam que o suspeito Erianaldo Pereira, conhecido por ?Peruca?, faz parte de uma família muito conhecida na região, em que seus integrantes são suspeitos de envolvimento em vários homicídio s e ainda no trafico de drogas .
?Recebemos informações de onde estariam escondidos os dois envolvidos na morte de Leonardo Pereira da Silva e realizamos a abordagem para o cumprimento dos mandados de prisão. Um terceiro envolvido no crime , também da família dos presos, conseguiu fugir no momento da abordagem.
Os dois presos foram encaminhados para a Delegacia de Esperança , onde foram ouvidos e depois seguiram para unidades prisionais.

O terceiro envolvido já foi identificado e as buscas policiais vão continuar?, disse o delegado, acrescentando que ?o foco do trabalho policial é desarticular todo e qualquer tipo de organização criminosa que esteja ou pretenda se instalar nas cidades que integram a 12ª Delegacia Seccional, para tanto, conta sempre com o trabalho dos compromissados investigadores policiais que compõem o Núcleo de Homicídio do Grupo Tático Especial de Esperança e demais cidades?, explicou.
Mais Prisões
Ainda na tarde da sexta-feira (6), a Delegacia de Policia Civil do município de Alagoa Nova, cumpriu mandado de prisão preventiva em desfavor de Javé dos Santos, suspeito de cometer crime s patrimoniais contra residências na Zona Rural de Alagoa Nova, e na maioria dos casos utilizava de violência contra as vítimas.
Ele responderá pelo crime de roubo circunstanciado e após prestar depoimento foi encaminhado para o presídio, onde deverá aguardar as decisões da Justiça.
FONTE: Secom/PB