Prefeito toma café com operários que construíram o Parque da Lagoa na segunda para anunciar inauguração

O Parque da Lagoa é uma obra histórica e transforma completamente a paisagem do centro da Capital, com impactos no turismo , no lazer e no desenvolvimento econômico da cidade. Depois de ter ficado abandonado durante anos, provocando sérios transtornos por causa dos alagamentos frequentes, o espaço foi inteiramente transformado para dar lugar a um verdadeiro parque, com mais áreas verdes, 12 praças, ciclovia, pista de cooper, pista de skate com padrão internacional, área para esportes radicais, com slackline e parede de escalada, além de um deck harmonizado com o Cassino da Lagoa e 35 mil metros quadrados de passeios pavimentados e ligados às quatro entradas do parque.

Haverá ainda 14 quiosques divididos em sete baterias, todas com banheiros públicos e um posto policial para a Guarda Civil Municipal e a Polícia Militar. O projeto representou um investimento total de R$ 37 milhões.

"O Parque da Lagoa simboliza um novo tempo que estamos inaugurando em João Pessoa , onde as pessoas são convidadas a utilizar o que a cidade tem para oferecer. O que estamos prestes a inaugurar é uma obra histórica para a cidade. Mas, com coragem e determinação, enfrentamos os problemas e deu certo. Será um parque completamente novo, muito maior que o anterior, com mais opções de lazer para a população de João Pessoa poder passear com a família, cuidar da saúde , praticar esportes, sem contar com o impulso que teremos no setor turístico. Tenho certeza que vai se transformar em um local que tanto os pessoenses quanto os turistas farão questão de frequentar", comentou o prefeito Luciano Cartaxo.

Realização ? As obras foram divididas em três partes. A primeira delas foi a construção de um túnel para o escoamento das águas da Lagoa até as galerias pluviais e, de lá, ao Rio Sanhauá, pondo fim aos alagamentos históricos naquela área durante o inverno. Em paralelo, foram construídos o muro de contenção que contorna o espelho d"água e um anel sanitário para impedir o despejo de esgotos na Lagoa. A terceira etapa foi exatamente a de paisagismo e construção dos equipamentos do Parque. Para que tudo isso ocorresse, a prefeitura fechou o anel interno, impedindo a circulação de veículos e incorporando esse espaço às áreas de lazer. Além disso, ampliou e reformou completamente o anel externo.