Prefeitura forma força tarefa e fiscaliza galerias pluviais da orla

As galerias pluviais são responsáveis por receber e encaminhar a água da chuva para o mar. São águas que devem estar limpas, contendo no máximo resíduos de matéria orgânica, como folhas. Isso nem sempre ocorre, considerando eventuais ligações clandestinas de esgoto e o lixo que a população joga inadequadamente nas ruas. Para evitar que as conhecidas "línguas pretas" deságuem pelas galerias e poluam as praias , a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) começou esta semana uma força tarefa de fiscalização. "Essas ações têm o objetivo de contribuir para manter as nossas praias livres de poluição. É uma ação que tem como foco a preservação do meio ambiente e a saúde da população. Estamos atuando num período que antecede o verão, considerando que as nossas praias são um dos maiores atrativos para o turismo da cidade", afirmou o secretário de Meio Ambiente, Abelardo Jurema Neto. Nesta quarta-feira (29) foi realizada a primeira vistoria. Os técnicos das Secretarias de Infraestrutura (Seinfra) e Meio Ambiente (Semam) fiscalizaram os cerca de quase dez quilômetros de praia, do Cabo Branco ao Bessa ? até a divisa com Intermares. Os donos de estabelecimentos ou casas que forem flagrados despejando resíduos de forma clandestina serão notificados. Aqueles que forem reincidentes poderão ser multados. O trabalho, além da Infraestrutura (Seinfra) e Meio Ambiente (Semam), conta também com a Secretaria de Turismo (Setur), atendendo a uma solicitação da Federação do Comércio (Fecomércio) de João Pessoa . Participam dessa ação a Companhia de Águas e Esgoto da Paraíba (Cagepa), Superintendência de Administração do Meio Ambiente da Paraíba (Sudema), Câmara Empresarial de Turismo e a Empresa Paraibana de Turismo (PBTur). Manutenção - A Seinfra realiza a limpeza e manutenção periódica das galerias da cidade. Quando é constatada ligação clandestina, a Semam é acionada para que os responsáveis sejam autuados. Em João Pessoa existem galerias pluviais nas praias do Cabo Branco, Tambaú e Manaíra. As denúncias de esgoto clandestino devem ser encaminhadas para o telefone 3218 9208 ou 0800 281 9208, da Semam, entre as 7h e 22h.