Presidente do PPS critica mudança de nomes dos partidos

O presidente estadual do PPS na Paraíba, Nonato Bandeira, criticou na última semana a onda de partidos que decidiram mudar de nome nos últimos tempos, a exemplo do Patriota (PEN), Livres (PSL) e Podemos (PTN). Para o dirigente, trata-se apenas de mudança no rótulo e não de conteúdo. Chefe de Gabinete do governador Ricardo Coutinho (PSB), Nonato também discorda do fundo eleitoral aprovado recentemente pelo Senado.

"É um a mudança de rótulo, coloca-se outro nome, porque a expressão "partido" está desgastada, mas não muda ideologia, conceito, conteúdo programático. Dos 35 partidos existentes, você não conta 10 que tem linha programática ideológica definida, que a pessoa sabe em que está votando [?] Então muda-se para não mudar", disse Nonato.


Para o dirigente, essa mudança é tão insignificativa como a aprovação da reforma política pelo Congresso Nacional. "É como a reforma política, foi só o "fundão" para dar mais dinheiro. Ao invés de retirar o dinheiro da política e apostar nas ideias, botaram mais dinheiro, porque os donos dos partidos estão lá em Brasília no Congresso Nacional. Então, quando colocam esse dinheiro é para eles mesmos administrarem", criticou.

Nonato também reclama da falta de autonomia dos diretórios estaduais e municipais: "Ou dá autonomia ao partidos para que eles possam existir nos três entes da federação ou eles não existem. São meros cartórios para carimbar candidatura? Ou para ficar recebendo fundo eleitoral, que já é um anomalia ? imagina agora com R$ 1,7 bilhão? ? ou ainda para negociar tempo de TV que é outra anomalia",