Menu
Redes Sociais
Pedidos
Você pode solicitar

Alguma inclusão ou alteração

Mas atenção

Você precisa ler os

Termos e Condições

para escolher o assunto correto

   
 

Riachão de Santo Antonio

Mapa da Cidade


Exibir mapa ampliado

Riacho de Santo Antonio

De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), no ano 2009 sua população era estimada em 1.588 habitantes. Área territorial de 91 km².

A história de nossa cidade cruza com os caminhos do famoso padre Antonio Ibiapina (José Antônio Pereira Ibiapina) em meados do século XIX em 1877 um caçador que vinha da região de Caturité com destino a cidade de Taquaritinga do Norte-PE, encontrou ao pé de um grande lajedo no meio da mata um pequeno riacho de água doce e cristalina hoje as margens do açude público da cidade.

O caçador serviu-se dessa água e seguiu viagem onde encontrou pelo caminho antes de sua chega ao se destino o Padre Antonio Ibiapina que andava a cavalo pela região, o caçador contou-lhe que tinha encontrado um riacho com água doce em meio a terrível seca daquele ano. Dias depois, o padre veio até o riacho e fez uma promessa ao Santo Antonio para que aquela água nunca secasse e que construiria uma igreja para o santo do qual era devoto. Para cumprir sua promessa o sacerdote pediu esmolas construindo em seguida a igreja. Com os anos, o povoado foi crescendo e seu pequeno comércio também. Um Pé de Mulungu (Erythrina Mulungu) que ficava perto da igreja deu origem a uma cacimba que ganhou o nome de cacimba do Mulungu. Essa cacimba tinha água em abundancia e abastecia o povoado que aumentava cada vez mais com o passar dos anos, chegando a ser composto por 64 residências uma igreja e um cemitério. Depois de um tempo a árvore foi cortada e a cacimba veio a secar.

Em meados do final dos anos 1920 o povoado começou a ser visitado por cangaceiros tornando o local uma rota de fuga e Passagem pela proximidade com a cidade de Fazenda Nova e Serra Talhada, ambas em Pernambuco, berço do Cangaço. O local ficou conhecido com “Rota do Cangaço”, onde vários sítios e locais da zona rural da cidade eram frequentemente utilizados pelo bando de lampião como esConderijos e pontos de apoio para descanso.

A vida tornou-se difícil e o povo que antes tinha água em abundancia perecia com a seca em 1945 o Sr. Joaquin Santana aumentou sua casa de Comercio formando um mercado que ganhou destaque na feira do povoado. Bancos de cereais, tecidos, saPatos, fumo, raízes e frutas estavam entre as mercadorias comercializadas, a cidade também ganhou um forte comércio especializado em couro e em Cizal. Onde se vendia cordas e artefatos fabricados a partir da planta do Cisal. Muitos comerciantes enfrentavam dias em lombos de mulas e jumentos para trazerem mercadorias e alimentos das cidades de Gravatá de Bezerros, Serra da Cachoeira e bonito do Sul até o pequeno povoado.

O povoado tornou-se uma comunidade religiosa (Seu primeiro impulso) com seu padroeiro Santo Antonio, onde eram organizados festas, pastoris, dramas, serenatas, bailes. O espirito de fé, levava o povo às ruas com procissões, missas e festas típicas. No inicio dos anos 1950 o DNOCS começou a executar o plano do governo federal de acabar com a seca no nordeste e deu-se inicio a construção do Açude público da cidade e em 1960 mesmo sobre a contragosto dos moradores da pequeno povoado fora transferido 2 quilômetros adiante onde está instalado até os dias atuais. Em 1989, o deputado estadual Carlos Marques Dunga, com o aval de Antonio Gonçalves elaborou um plebiscito pedindo a independência do distrito de Riacho de Santo Antonio da cidade de Boqueirao.

A independência ocorreu em 29 de Abril de 1994 (Conheça mais da história politica e demográfica de nossa cidade acessando o site oficial do Municipio: www.riachodesantoantonio.pb.gov.br ).

Geografia


O município está incluído na área geográfica de abrangência do semiárido brasileiro, definida pelo Ministério da Integração Nacional em 2005.6 Esta delimitação tem como critérios o índice pluviométrico, o índice de aridez e o risco de seca.
Riachão de Santo Antonio é uma cidade do Estado da Paraíba www.guiaparaibano.com.br . Mais informações aqui no GUIA Paraibano Riacho de Santo Antonio De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro Classificação: 5


Esta informação foi útil para você?




Notícias