Ricardo Coutinho relata dificuldade em Brasília por empréstimos: "Só vale Estado quebrado?"

 O governador Ricardo Coutinho reclamou, nesta quarta-feira (4), em Cajazeiras , da dificuldade em conseguir financiamentos e empréstimos junto ao Governo Federal. Ele citou, em entrevista à Arapuan FM, que mesmo com as contas em dia, sempre há empecilhos no Minstério da Fazenda.

 “O Estado está reagindo a cada dia, sabendo caminhar sem a dependência que foi característica em longos anos, e tem independência, sem ter o direito a financiamento e a empréstimo, não estamos conseguindo pois sempre falta alguma coisa no Ministério da Fazenda. Equilibrei o estado para isso, ou será que o vale é o estado quebrado?”, questionou.

 Ricardo salientou ainda que a Paraíba não quebrou e fez o ‘dever de casa’, não parando nenhuma obra iniciada. Ele ainda afirmou que está feliz com o caminho no Estado e espera continuar com as ‘mudanças’.

 “Nós estamos mais que existindo, estamos avançando, e os indicadores me deixam extremamente alegre e fortalecido para eu só posso sonhar que com a continuidade de mudanças que o nosso estado está tendo", disse.

 Em Cajazeiras , Ricardo lançou o projeto que vai incentivar o crescimento do polo sertanejo de confecções, por meio de uma série de medidas que irão impulsionar a economia da região

 Entre as ações que fazem parte do projeto estão a disponibilização de R$ 6 milhões em créditos do Empreender para o setor produtivo da região; a implantação de um regime fiscal com redução da alíquota de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços); a disposição de terrenos para a instalação de novas fábricas têxteis; ampliação da formação profissional de jovens na Escola Técnica de Cajazeiras , em cursos específicos para atuarem no setor, entre outras medidas.