Servidores da UEPB param atividades e 24 mil alunos ficam sem aula nesta sexta

Segundo nota divulgada pela Aduepb, o protesto é contra a lei estadual a implantação da lei 10.660/2015, que estabeleceu o congelamento de salários e progressões funcionais por tempo indeterminado

Professores e técnicos-administrativos da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) suspenderam as atividades, nesta sexta-feira (15), em protesto por melhoria salarial. As aulas foram suspensas nos sete campi da instituição. Cerca de 24 mil alunos ficarão sem aula. Na próxima segunda-feira (18), os servidores voltam ao trabalho.



Segundo nota divulgada pela Aduepb, o protesto é contra a lei estadual a implantação da lei 10.660/2015, que estabeleceu o congelamento de salários e progressões funcionais por tempo indeterminado. A lei completa quatro meses nesta sexta.

Os professores paralisados participarão de um ato público na Praça João Pessoa , na Capital, a partir das 10h, que será promovido conjuntamente com o Fórum dos Servidores Estaduais, que representa mais de uma dezena de entidades do funcionalismo público estadual.

Atualmente, a UEPB dispõe de cerca 1.356 professores, sendo 933 efetivos e 423 substitutos, lotados nos campi de Campina Grande, João Pessoa , Patos , Monteiro , Lagoa Seca, Catolé do Rocha e Araruna.

Hyldo Pereira - Portal Correio

Para