Superintendente da Sudema acusa PMJP de mentir sobre falésia

O superintendente da Sudema, João Vicente, acusou a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) de mentir sobre a situação da falésia do Cabo Branco. O gestor bateu novamente na tecla do projeto complementar para drenagem da água da chuva que vai em direção a falésia, e resulta na erosão do local.

Segundo João Vicente, a PMJP não entregou o projeto complementar de drenagem, que não foi feito em todo o âmbito da falésia de Cabo Branco. “Como se pede licenciamento de um projeto que não está completo? Fica-se mentindo para a população afirmando que tem projeto. Não tem o projeto, e tenho os documentos que comprovam”, disse.

Vicente ainda afirmou que foi pessoalmente a falésia e constatou que a o projeto está incompleto. “A drenagem só ocorre em uma parte, que é o lado da Estação Ciência. O restante, que leva a água para a falésia e ocorre a erosão não foi entregue, a Prefeitura entregou metade da obra e não entregou o projeto”, disse o superintendente à rádio Arapuan FM.

Prefeitura nega falta de projeto

Segundo o prefeito Luciano Cartaxo, o projeto foi entregue a Sudema, e já foram feitos diversos ofícios para que o órgão avalie e libere a obra, que até o momento não foi atendido.

“A Prefeitura encaminhou a proposta há 14 meses para a Sudema. Se a Sudema avalia que tem alguma coisa que precisa ser corrigido, que apresente”, disse.