Tatiana rebate denúncias de desvio da vacina H1N1 em Campina Grande: "São apenas especulações e fofocas"

A gerente 3ª Regional da Saúde, Drª Tatiana Medeiros, desmentiu nesta quinta-feira, 14, em entrevista ao jornal Correio da Manhã, que as vacina s contra H1N1 destinadas a Campina Grande estariam sendo desviadas dos grupos prioritários para empresas particulares a exemplo de um determinado escritório de contabilidade, que conforme denúncias, teria recebido doses para imunizar seus funcionários.

De acordo com Tatiana, são apenas especulações e fofocas uma vez que, o primeiro lote de vacina s contra influenza está determinado aos dois primeiros grupos, gestantes e profissionais de saúde , "sem existir quaisquer desvio de função".

"Nós temos tratado com todo rigor e responsabilidade, Inclusive a cota de envios de vacina para Campina Grande estão sendo aumentadas. Não há desvio de função em nenhuma situação, tenho visto em relação a isto muita fofoca, muita divulgação equivocada inclusive de fotografias de presidiário sendo vacina do, com certeza não é da nossa região, porque, isso não procede," afirmou

Ainda segundo Tatiana, a meta dentro dos grupos prioritários é para imunização de quase um milhão de pessoas.