Tem início nesta terça o Programa Família Aprendiz no Mercado de Trabalho

Oitenta pais e mães de jovens inseridos no programa "Menor Aprendiz" vão participar da ação "Família Aprendiz no Mercado de Trabalho", através de uma parceria realizada pela Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP). A capacitação tem por objetivo inserir essas pessoas no mercado de trabalho. Um evento nesta terça-feira (28), às 9h, no auditório da Pos-Fip, localizado na Rua José Liberto, 437, em Miramar, marca o início dessa capacitação.

O curso, que faz parte do programa Acessuas/Trabalho, será oferecido em uma parceria com o Sine-JP e o Cento de Integração Empresa Escola (CIEE). Kaline Guerra, coordenadora do Acessus/Pronatec/Trabalho da Sedes, explica que a ação vem atender as necessidades geradas com a crise econômica do País, onde muitos pais e mães de família estão sem emprego.

"Temos observado o grande índice de desemprego nas famílias dos jovens aprendizes usuários do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos da gestão municipal. Com os pais desempregados, esses jovens acabam se tornando responsáveis pela renda familiar, o que na maioria das vezes acarreta uma sobrecarga financeira nos aprendizes, comprometendo o bem estar psicológico e o seu desenvolvimento educacional", afirmou a coordenadora.

A ação "Família Aprendiz no Mercado de Trabalho" garante aos beneficiários participar de minicursos sobre marketing pessoal e entrevista de emprego. Ao final, essas pessoas serão encaminhadas para realizar o cadastro de vagas do Sine-JP. De acordo com a demanda apresentada, estes serão encaminhados para entrevistas de emprego e colocação no mercado de trabalho. "Iremos propiciar aos familiares interessados dos aprendizes a possibilidade de inserção no mercado de trabalho por meio de articulação direta com o Acessus/Pronatec e Sine-JP", ressaltou Kaline.

Jovem aprendiz ? É um programa de aprendizagem voltado para a preparação e inserção de jovens no mundo do trabalho, que se apoia na Lei 10.097/2000, a Lei da Aprendizagem. Esta determina que a empresa de médio e grande porte contrate jovens de 14 a 24 anos de idade incompletos para capacitação profissional (prática e teórica).

O Centro de Integração Empresa Escola e a Fundação Roberto Marinho estão juntos nessa ação oferecendo à empresa a oportunidade de formar um profissional alinhado com o mundo do trabalho.